Netsaber » Biografias

Amadeu de Sousa-Cardoso

(Pintor português)
14-11-1887, Manhufe, Amarante
1918, Espinho


Freqüentou, em 1905, o curso de Arquitetura na Escola Superior de Belas-Artes em Lisboa, mas no ano seguinte mudou-se para Paris e passou a dedicar-se à pintura. Em 1914, voltou a Portugal devido à Primeira Guerra Mundial e iniciou então, em solo português, uma curta mas fulgurante carreira em que procurou experimentar diversas formas de expressão pictórica. O cubismo, que na época atingia notável expansão por toda a Europa, repercutiu em sua obra e algumas telas apresentam formas retilíneas influenciadas pelo cubismo analítico. Inspirado por este estilo, Amadeu criou toda uma série de quadros com formas abstratas truncadas e figuras humanas recortadas destacadas por jogos de luz e cor. O objeto, humano ou mineral, povoa assim os seus quadros, tornando-se presença dominante nas obras que se seguem. Posteriormente, com seu desejo de experimentar todas as formas possíveis de expressão pictórica, Amadeu dedicou-se ao expressionismo que então atingia seu apogeu. Surgiram telas com fortes manchas de cor, interligadas entre si e formando no conjunto figuras de inspiração nitidamente africana. É um bom exemplo desse período a obra Máscara de Olho Verde. Em 1917, participou com Almada Negreiros no Movimento Futurista Português. Suas últimas telas refletem a experimentação de novas formas e técnicas, como as colagens, criando quadros em que espaços pintados articulam-se com espaços ocupados por colagens de objetos vários: de espelhos a ganchos, de vidros a simples pedaços de papel, tudo tem lugar em suas telas.

Biografias Relacionadas


- Júlio Artur Da Silva Pomar

Freqüentou a Escola de Artes Decorativas Antônio Arroio e a Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa e do Porto. Em 1946, expôs na Sociedade Nacional de Belas Artes uma série de obras que marcaram o início de sua fase neo-realista de intervenção social....

- Júlio Resende

Freqüentou a Escola Superior de Belas-Artes do Porto. Iniciou sua atividade artística como ilustrador em semanários infantis e na imprensa diária. Na década de 1940, as passagens por Madri, onde tem contato com as obras de Goya, e posteriormente por Paris...

- Robert Delaunay

Delaunay foi, juntamente com Vasili Kandinski, um dos precursores da pintura abstrata. Ficou conhecido com suas séries cubistas Torres Eiffel (1909), Janelas (1912) e Formas Circulares (1912-1913), cujas superfícies cromáticas decompunha em quadrados...

- Nuno Teotônio Pereira

Freqüentou a Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa e foi presidente da Associação dos Arquitetos Portugueses. Desde o final dos anos de 1940, sua obra procurou conciliar uma busca de modernidade com um estilo tradicional. A Igreja das Águas (1949/1953)...

- Amedeo Modigliani

Os quadros de Modigliani lembram as obras de arte africanas, com seu traço generoso e simples, as formas alongadas e as composições fechadas. Fiel a esse estilo, Modigliani criou, entre 1916 e 1920, as obras mais significativas de sua carreira: retratos,...