Netsaber » Biografias

Alvarenga Peixoto

(Inconfidente e poeta brasileiro )
1742 - 1792


Inconfidente e poeta brasileiro nascido no Rio de Janeiro, RJ, de posição mediana entre os numerosos versejadores ativos na segunda metade do século XVIII, em Minas Gerais. Estudou com os jesuítas, provavelmente em Braga, Portugal, e (1760) ingressou na Universidade de Coimbra, onde se formou, com louvor (1768). Acrescentou (1769) a seu nome literário o sobrenome Peixoto e se assinava também, como integrante da Arcádia Mineira, com os pseudônimos de Alceu e Eureste Fenício. Doutor em leis pela Universidade de Coimbra, foi juiz de Cintra e regressou ao Brasil (1775) como ouvidor de Rio das Mortes, a atual São João del-Rei. Deixando a magistratura, ficou na região, ocupando-se da lavoura e da mineração,. e se casou (1781) com Bárbara Heliodora Guilhermina da Silveira, também poeta e a quem dedicou alguns de seus melhores versos. Proprietário de lavras no sul de Minas, tomou parte no famoso movimento nacionalista da Inconfidência Mineira, por discordar das pesadas taxações do reino. Em companhia de seu parente Tomás Antônio Gonzaga, foi conduzido ao presídio da Ilha das Cobras, no Rio de Janeiro. Negou sua participação no movimento, mas mesmo assim foi condenado à morte, pena comutada para o degredo em Angola, onde permaneceu desterrado e morreu, no presídio de Ambaca (1792). De sua obra restam apenas alguns sonetos e uma pequena obra laudatória. Teria escrito, segundo a tradição, o drama lírico Enéias no Lácio, hoje desaparecido. Suas composições existentes, reunidas em Obras poéticas (1865) por Joaquim Norberto, foram reproduzidas por Péricles Eugênio da Silva Ramos na antologia Poesia do ouro (1964). Embora tenha escrito versos de lealdade a D. Maria I e ao Marquês de Pombal.

Biografias Relacionadas


- Tomás Antônio Gonzaga, O Dirceu De Marília

Advogado e poeta luso-brasileiro nascido na cidade do Porto, um dos maiores poetas do arcadismo brasileiro e autor do primeiro livro publicado no Brasil: Marília de Dirceu (1812), na realidade o terceiro volume da série, impresso nas oficinas da Imprensa...

- Basílio Da Gama

Por ter sido no Brasil o primeiro a tratar o índio com simpatia, no poema épico O Uraguai, escrito no estilo do classicismo camoniano, Basílio da Gama já foi incluído entre os pré-românticos. Na mesma obra, abriu caminho para o paisagismo romântico, em...

- Tomáz Antônio Gonzaga

Gonzaga é considerado a expressão máxima do arcadismo brasileiro. Em Marília de Dirceu deixa entrever sua personalidade lírica ao cantar a amada, Maria Dorotéia Joaquina de Seixas, sob o nome pastoral de Marília. Apesar da formalidade do modelo retórico...

- Joaquim José Da Silva Xavier (tiradentes)

Líder da Inconfidência Mineira e primeiro mártir da independência, Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, nasceu em Minas Gerais em 1746, filho do proprietário rural português Domingos da Silva Santos. Antes mesmo de freqüentar a escola, já havia...

- Chica Da Silva

Filha de um relacionamento extraconjugal do português Antonio Caetano de Sá e da escrava Maria da Costa, Francisca da Silva é uma das personagens mais populares na história do Brasil. A sua trajetória, que já foi transposta para o cinema e para a televisão,...