Netsaber » Biografias

ALFREDO VOLPI

(Artista e pintor)
1896-1988



Veio para o Brasil em 1897, fixando-se em São Paulo. Em 1914, pintou sua primeira paisagem. Homem simples, nele se concentrava o ex-carpinteiro, ex-entalhador e o artista autodidata, que na década de 40 participou da Família Artística Paulista, o chamado Grupo Santa Helena. Entre as várias premiações, a de melhor pintor nacional, na II Bienal de São Paulo, em 1953.

Criando uma linguagem sua, Volpi passa aos poucos de uma pintura feita ao ar livre, do natural, para os produtos intelectuais, concebidos e executados no ateliê. A partir daí, seu trabalho evolui naturalmente em direção à pintura abstrata geométrica que o consagrou, na qual associou cor, forma e linha em uma contínua experiência intuitiva.

Fazendo parte das primeiras manifestações artísticas contra os modernos de 22, acompanhava Bonadei, Rebolo, Clóvis Graciano, Pennacchi e outros do Grupo Santa Helena pelos arredores de São Paulo, retratando paisagens, naturezas mortas e marinha.

A paisagem "O amanhecer" se situa nessa fase naturalista. Apresenta grande riqueza de detalhes, resolvidos pela excepcional sensibilidade do artista, através de suas pinceladas lisas de cores sombrias e tons baixos, formando nuanças homogêneas.

Da fase impressionista-social de Volpi, primeira etapa de sua obra, "Retrato de Moço", da década de 20, é um trabalho de textura tímida e transparente. Sua preocupação era fixar determinada luz e atmosfera, considerando-a mais importante que o tema do quadro, numa contínua busca de valores e aprimoramento da pintura.

Volpi inicia as suas permutações cromáticas na década de 70. Elabora uma série de quadros aparentemente iguais, onde a geometria, traços, faixas, são bem resolvidos, sugerindo mastros, climas, marinhas, etc., numa rica e inventiva combinação.

Volpi argumentava que sua pintura abstrata foi uma reação ao barroco, criando em seus quadros jogos de formas e de cores a partir de relações espaciais abstratamente estruturadas. É a chamada fase das "bandeirinhas", a mais consagrada de sua presença na arte moderna brasileira, estando exemplificada na obra "Bandeiras e Mastro.

Biografias Relacionadas


- Manoel Martins

Manoel Martins nasceu em São Paulo, em 1911. Estuda escultura com Vicente Laroca, em São Paulo, em 1931. Em 1936, participa da Fundação do Grupo Santa Helena, juntamente com Alfredo Volpi, Zanini, Rebolo e Pennacchi, os quais conhecera freqüentando a...

- Aldo Bonadei

Iniciou seu aprendizado artístico com Pedro Alexandrino e Antônio Rocco, em 1923, aperfeiçoando-se na Academia de Florença, na Itália, em 1930. De volta ao Brasil integrou o Grupo Santa Helena, fundado por Rebolo Gonzales, em 1935, formado por proletários...

- Aldo Cláudio Filipe Bonadei

Nasceu e faleceu em São Paulo. Discípulo de Pedro Alexandrino, morou na Itália de 1930 a 1932. Participou do grupo Santa Helena junto com Volpi e outros. Largamente premiado no Brasil e exterior. Elogiado por suas paisagens, casarios e naturezas-mortas....

- Francisco Rebolo

Em 1915 trabalhou como aprendiz de decorador. Como jogador de futebol, no Corinthians, conquistou o título de Campeão do Centenário, em 1922. A partir de 1934, depois de trabalhar como decorador, decidiu-se pela pintura e em seu ateliê no Edifício Santa...

- ClÓvis Graciano

Iniciou suas atividades artísticas em 1927, como pintor ambulante. Em 1930 começou a desenhar como autodidata, interessando-se pelas diferentes tendências da pintura moderna. Datam de 1934 suas primeiras pinturas a óleo e aquarela. Neste período instalou-se...