Netsaber » Biografias

Alceu Amoroso Lima,

(Crítico literário)
1893-?


Alceu Amoroso Lima, nasceu na cidade fluminense de Petrópolis, a 11 de dezembro de 1893 . Filho de Manuel José Amoroso Lima e de Camila da Silva Amoroso Lima, faleceu no Rio de Janeiro, a 14 de agosto de 1893.

Eleito membro da Academia Brasileira de Letras em 29 de agosto de 1935, foi empossado em 14 de dezembro de 1935.

Cursou o Colégio Pedro II e formou-se em Direito pela Faculdade do Rio de Janeiro em 1913.

Crítico literário e polígrafo adotou o pseudônimo de Tristão de Ataíde, que usou em múltiplas oportunidades. Engajou-se, em 1922, no movimento modernista. Nesse mesmo ano publicou o livro "Afonso Arinos"- estudo crítico sobre a obra do escritor mineiro falecido em 1916.

Em "Estudos" reuniu, em cinco séries, trabalhos datados do período 1927-1933.

Convertido ao catolicismo por influência direta de Jackson de Figueiredo, Alceu tornou-se um dos mais respeitados paladinos da Igreja Católica no Brasil. Assumiu a direção do Centro Dom Vital, que congregava os líderes do catolicismo no Rio de Janeiro.

Na década de 1930 é incansável a produção editorial de Alceu Amoroso Lima: "Introdução à Economia Moderna"(1930): "Preparação à Sociologia (1931); "No limiar da Idade Nova"(1935); "O Espírito e o Mundo"(1936); "Idade, Sexo e Tempo" (1938).

Com a morte do professor Miguel Couto em 1934, Alceu Amoroso Lima candidata-se à vaga deixada na Academia Brasileira de Letras pelo ilustre clínico. Eleito, tomou posse no ano seguinte.

Catedrático de Literatura Brasileira na Faculdade Nacional de Filosofia, foi um dos fundadores, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, da qual chegou a ser presidente e onde lecionou, também, como catedrático, a referida disciplina.

Alceu Amoroso Lima e Afrânio Peixoto eram concunhados e tiveram como sogro o autor do "Mauá", acadêmico, industrial e consagrado advogado Alberto de Faria.

Além dos livros acima citados, desenvolveu Alceu grande atividade jornalística e ministrou cursos sobre civilização brasileira em universidades estrangeiras, inclusive na Sorbonne e nos Estados Unidos. Patrocinou em múltiplas ocasiões as cerimônias de formatura de estudantes de diversas especializações que rendiam tributo à sua luta constante contra os regimes de caráter autoritário.

Biografias Relacionadas


- Evaristo De Moraes Filho

Filho de Antônio Evaristo de Moraes e de Flávia Dias de Moraes, nasceu no Rio de Janeiro. Eleito membro da Academia Brasileira de Letras em 15 de março de 1984; foi empossado a 4 de outubro do mesmo ano. Fez o curso primário na Escola Pública Nilo Peçanha,...

- Dom Marcos Barbosa

Dom Marcos Barbosa (nome civil: Lauro de Araújo Barbosa), sacerdote e monge beneditino, poeta e tradutor, nasceu em Cristina - MG, em 12 de setembro de 1915, e faleceu no Rio de Janeiro, em 5 de março de 1997. Eleito em 20 de março de 1980 para a Cadeira...

- Otávio De Faria

Escritor, crítico, ensaísta, romancista e tradutor brasileiro nascido em no Rio de Janeiro, RJ, em cuja obra literária prevalecia o drama das consciências atribuladas, divididas entre o pecado e o ideal de santidade. Filho de Alberto de Faria e de Maria...

- Jackson De Figueiredo Martins

Advogado brasileiro nascido em Aracaju, Sergipe, fundador do Centro D. Vital (1921), no Rio de Janeiro, de importante papel na recristianização da vida e da cultura brasileiras, tornando seu nome um ponto de referência na história do catolicismo brasileiro...

- Antônio Austregésilo

Antônio Austregésilo (A. A. Rodrigues Lima), médico, professor e ensaísta, nasceu em Recife, PE, em 21 de abril de 1876, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 23 de dezembro de 1960. Eleito em 29 de agosto de 1914 para a Cadeira n. 30, na sucessão de Heráclito...