Netsaber » Biografias

Aníbal

(general )
Cártago
Antiga Prussia 183 a.C


De orígem fenícia, descendente de uma famíla de severas tradições militares, Aníbal foi um dos maoires generais da antiguidade. Desde de criança acompanhava seu pai, Almícar em expedições de guerra. Cresceu em meio a uma disciplina rígida, acostumando o corpo ao cansaço e ao desconforto que avida militar lhe impunha. Pensava em fazer de Cartago, uma colônia fenícia do mediterrâneo, bastante rica, a senhora dos mares. Sua rival era Roma, pela qual nutria ódio implacável. Depois da morte de Almícar, Aníbal decidiu invadir a Itália: partindo para Espanha, penetrou na Gália e conseguiu atravessar os alpes, abrindo caminho para seus exércitos com trinta e sete elefantes, numerosos cavalos econseguindo vencer os mais difíceis obstáculos através da neve. Arremessou-se contra a Gália Cisalpina e desbaratou os romanos em três batalhas: Tícino, Trébia e Trasimeno.Roma, que não se achava distante,foi tomada pelo pânico. O povo elegeu um ditador , Fábio Máximo, que combateu a violência de Aníbal com astúcia, impedindo a invasão e atacando pela retaguarda, realizando assaltos de surpresa, sem provocar Aníbal em campo aberto. Roma, entretanto, queria uma vitória decisiva sobre os cartagineses e substitui Fábio Máximo chamado de o Contemporizador, em virtude de sua tática por Varrão, que era cônsul. Aníbal conseguiu chegar até Apúlia; a batalha verificou-se em Canne e foi desastrosa para os romanos. Aníbal certo de que a Itália já estava em suas mãos, dirigiu-se para Cápua. Enquanto isso, Roma preparava-se febrilmente para enfrentar o ataque. O momento era dramático. Toda a população participou da guerra; os ricos desfizeram-se de seus bens para ajudar a Pátria, as mães tiraram o luto colocado por ocasião da morte de seus filhos. Morrer por Roma era uma glória e não havia tempo para chorar. Asdrúbal, irmão de Aníbal correu em auxílio deste com um exército, pois os cartagineses haviam sofrido inúmeras perdas, mas foi derrotado em Metauro e sua cabeça foi atirada no acampamento de Aníbal. Entrementes, o cônsul Públio Cornélio Cipião atacava Cartago com seu exército. Aníbal foi chamado imediatamente por sua gente, mas foi vencido em Zama(202 a.C), de onde fugiu, dirigindo-se para a Ásia. Os romanos, porém, sabiam que enquanto ele estivesse vivo não haveria possibilidade de permanecerem em paz, uma vez que odiava os romanos e era hábil em realizar ataques. Por este motivo seguiram-no e encontraram-no protegido pelo rei da Prússia da Bitínia. Aníbal preferiu morrer a entregar-se aos romanos, por isso envenenou-se (183 a.C).

Biografias Relacionadas


- Públio Cornélio Scipio Africano, Cipião, O Africano

Importante general da história romana que venceu os ibéricos na Espanha e os cartagineses na África, derrotando o famoso general carteginês Aníbal, na batalha de Zama (202 a. C.), pondo fim à segunda guerra púnica e, por este feito, passou a ser chamado...

- Cornelius Nepos

Historiador e biógrafo romano provavelmente nascido na Gália Cisalpina, correspondente e amigo de Cícero e de Ático, amigo e conterrâneo do hoje nordeste da Itália para quem Catulo escreveu e dedicou seus poemas de amor. Escreveu as biografias de Pomponius...

- Políbio

Historiador grego nascido em Megalópolis, cidade da região de Acádia, na Grécia, primeiro autor de uma história universal. Recebeu educação política e militar e lutou contra a dominação romana, mas foi enviado a Roma como prisioneiro de guerra (168 a....

- Espártaco

Espártaco (ou Spartacus) colocou em risco a república romana ao liderar uma revolta de escravos. Enfrentou as legiões por dois anos e só foi derrotado pela intervenção das tropas experientes do general Pompeu. Nascido na Trácia, no nordeste da Grécia,...

- Pirro De Épiro

Rei do Epiro, primo de Alexandre, lendariamente famoso pela frase pronunciada cunhada de vitória de Pirro, após a vitória sobre os romanos, na batalha de Asculum: Mais uma vitória como esta e estarei perdido!, ao felicitar seus generais depois de verificar...