Netsaber » Biografias

ARLETE MONTENEGRO

(atriz)
1938-


Arlete Montenegro vem de família muito pobre. Nasceu na capital paulista, em 15 de outubro de 1938. Sua mãe, Luiza, era empregada doméstica. E Arlete diz que sempre só tiveram uma à outra, já que não conheceu o pai. Sua infância foi difícil, porém, acarinhada por sua avó preta e sua tia preta, que a criaram. Estudou apenas o primário, mas o fez bem feito, pois sempre foi uma menina caprichosa. Depois disso fez cursos diversos. Era sempre a primeira da classe e gostava muito de ler, por isso fazia a leitura das poesias em classe e os discursos de fim de ano. Começou a trabalhar aos doze anos numa fábrica e todo o seu dinheirinho era entregue à mãe. Gostava de ouvir rádio e foi assim que aos 19 anos tomou conhecimento de um concurso da Rádio São Paulo, que se chamava: “Procura-se uma estrela”. Apresentou-se. Tão criança era, que nem tinha noção da responsabilidade. Sua voz, sempre linda, sua dicção perfeita, foram logo notadas. Tirou primeiro lugar. Fez um contrato e começou a trabalhar o dia inteiro na rádio. Oswaldo Baroni, o diretor, lhe dizia: “Fique ouvindo como os outros fazem. Faça você também”. E assim foi fazendo novelas e mais novelas, na emissora líder da época. Não tinha consciência das coisas, mas logo ganhou o prêmio “Tupiniquim”, como melhor rádio-atriz. Ficou depois com o título de “Heroína do Quarto Centenário”, pois era o ano de 1954. Logo foi convidada para a TV Record. E já começou fazendo a Esmeralda do “Corcunda de Notre Dame”, uma cigana que dançava e era linda. Arlete também o era. E nunca mais parou de fazer televisão. E não ficou só aí. Entrou também para a dublagem, sempre aproveitando o maior dom que Deus lhe deu: sua voz. E também foi para o teatro. Foi para TV Excelsior, que era a Hollywood da época. Fez coisas lindíssimas, como: “As solteiras”, “Minas de prata”, A muralha”, (a saga dos Bandeirantes), uma novela de total sucesso. Entre uma plêiade de astros, Arlete se destacava. Em teatro fez: “Noites brancas”, “Ilha dos cabras”, “Dois na gangorra”, e muitas outras. Com o fechamento da TV Excelsior foi para a TV Tupi, e fez: “Divinas e maravilhosas”, “Meu rico português”, “Bom baiano”. E veio outra falência, outro fechamento de televisão. Sofrendo bastante, foi para a TV Bandeirantes. Fez ainda uma novela na TV Globo. Arlete se casou cedo, teve um filho, mas enviuvou cedo também, com 33 anos. E ficou com seu filho e sua mãe, que faleceu há quatro anos. Sofreu muito. Teve depressões, mas sempre se levantou através do trabalho. No teatro fez mais: “Essa gente incrível”, “Descalços no parque”, “El dia em que me quieras”, e ultimamente “Perola”, peça de muito cartaz. Sua espiritualidade também a ajudou muito. Sempre buscou a Deus. Entrou para o espiritismo, depois o budismo, e por fim tornou-se inteiramente exotérica, estudando tudo que a leve à elevação espiritual, ao encontro de Deus. Sempre ligada à orações, ela se descreve como uma “centelhinha que está procurando sempre crescer, e se melhorar como ser humano”. Lê muito, é meiga, apaixonada pelo filho Fábio, que é o maior presente que Deus lhe deu, que fez três faculdades e que hoje está casado. Essa é Arlete Apolinaro, sobrenome do marido), Arlete Montenegro, a mulher que teve uma vida difícil (muitas vezes, mas que é um ser iluminado, sempre em busca do Deus Supremo. Linda a Arlete Montenegro.

Biografias Relacionadas


- TurÍbio Ruiz

Turíbio Ruiz é filho de espanhóis. Seus pais, imigrantes, vieram da Espanha e foram para as lavouras de café, do interior de São Paulo. Turíbio nasceu a 26 de setembro de 1930, em Poá, pequena cidade do estado. Oito irmãos e uma infância pobre, mas livre...

- Lia De Aguiar

Nascida em 30 de abril de 1927, Lia Borges de Aguiar ficou conhecida como Lia de Aguiar. É paulista, de Taubaté. Seu pai era funcionário público e sua mãe era uma "maravilhosa" dona de casa, segundo Lia. Criança feliz, desde cedo brincava de circo e de...

- Lolita Rodrigues

O verdadeiro nome de Lolita Rodrigues é Silvia Gonçalves Rodrigues Leite. Filha, neta, bisneta e tataraneta de espanhóis, o pai Issac e a mãe Izolina, eram imigrantes, bastante simples, de família muito unida. Lolita nasceu muito linda, como linda também...

- Tonia Carrero

Tonia Carrero se chama Maria Antonieta Porto Carrero. É brasileira, carioca, filha, neta e bisneta de brasileiros. Mas nasceu loira, tipo europeu, com rara beleza. Sua data de nascimento é 23 de agosto de 1922. Seu pai era oficial do Exército Brasileiro,...

- Fulvio Stefanini

Fulvio Stefanini, filho de italianos de nomes Oreste e Agnese Stefanini, nasceu em São Paulo, capital, em 12 de outubro de 1939. Seus irmãos, Arnaldo e Fabio, foram sempre ligados aos estudos, mas Fulvio, embora fosse um garoto esperto, prestativo e inteligente,...