Netsaber » Biografias

Antônio José Saraiva

(Ensaísta português)
31-12-1917, Leiria
17-3-1993, Lisboa


Formou-se em Filologia Românica na Faculdade de Letras de Lisboa, onde se doutorou em 1942. Assistente na escola onde se formara, foi afastado do cargo por motivos políticos. Em 1961 passou a trabalhar no Centre National de la Recherche Scientifique, em Paris. Professor universitário em Amsterdã, após a revolução de 25 de abril de 1974 passou a ensinar na Faculdade de Letras de Lisboa, chegando tempos depois a professor catedrático. Notabilizou-se como estudioso da literatura portuguesa. Obras principais: Gil Vicente e o Fim do Teatro Medieval (1942), Para a História da Cultura em Portugal (1946-1962, em dois volumes), As Idéias de Eça de Queirós (1946, obra agraciada com o Prêmio da Academia das Ciências), História da Literatura Portuguesa (1949), História da Cultura em Portugal (1950 1960, em três volumes), Herculano e o Liberalismo em Portugal (1977), Filhos de Saturno (1981) e Iniciação à Literatura Portuguesa (1984).

Biografias Relacionadas


- Vitorino De Magalhães Godinho

Licenciado em Letras pela Universidade de Lisboa, doutorou-se na Sorbonne em 1959. Diplomado pela École des Hautes Études de Paris (1955), de 1947 a 1960 trabalhou no Centre National de la Recherche Scientifique. Após a revolução de 25 de abril de 1974...

- Teófilo Braga

Estudante universitário em Coimbra desde 1861, participou na Questão Coimbrã e em 1868 doutorou-se em Direito com a tese História do Direito Português. I. Os Forais. Foi preterido nos concursos para professor, tanto em Coimbra como para a Politécnica...

- Jorge De Sena

Foi demitido da Marinha de Guerra quando era cadete da Escola Naval. Em 1944, concluiu os estudos na Faculdade de Engenharia do Porto. De 1945 a 1959, trabalhou na Junta Autônoma de Estradas, em Lisboa. Mudou-se para o Brasil e, em 1963, adquiriu a cidadania...

- Jaime Cortesão

Formado em Medicina (1909), exerceu o magistério no Porto (1911-1915) e medicina na campanha de Flandres como voluntário. De 1919 a 1927 foi diretor da Biblioteca Nacional. Dirigente do fracassado movimento revolucionário de 3 de fevereiro de 1927, conheceu...

- David Mourão-ferreira

Em 1951, licenciou-se em Filologia Românica pela Faculdade de Letras de Lisboa. Professor desde 1957 da escola universitária onde se formou, foi diretor do jornal A Capital (1974-1975) e secretário de Estado da Cultura (1976-1978 e 1979). Em 1984, assumiu...