BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


A Meta
(LUSURA)

Publicidade
O livro relata a história de um administrador de um fábrica que se encontrava em estado terminal, a forma como ele descobre os problemas que existem e como os soluciona.
Alex Rogo, gerente de uma indústria de montagens, passa, logo no início do livro por dificuldades em sua fábrica por causa do atraso das entregas dos pedidos. Apesar da eficiência de suas máquinas e funcionários, o retorno era mínimo.
Tudo começa quando Bill Peach - vice presidente da UniCo- visita a fábrica de Alex e dá-lhe uma sentença: um prazo máximo de três meses para que sua fábrica apresentasse resultados; caso contrário, a fábrica seria fechada.
Surge aí a grande úlcera de Alex: salvar a fábrica do fechamento e impedir que centenas de funcionários venham a ser demitidos.
Em uma reunião com os gerentes das divisões, Alex lembra-se de uma conversa que teve com um antigo professor de física, Jonah. Neste encontro, seu mentor perguntou-lhe qual era a meta de sua fábrica. Ele pensou e respondeu que a meta de sua fábrica era o aumento da eficiência e, consequentemente, da produtividade.
Depois reuniu-se em sua fábrica, com sua equipe e falou do problema que estavam passando e da conversa que ele teve com Jonah.
Após ele e sua equipe discutirem sobre muitas teorias sobre qual poderia ser meta da fábrica, eles descobrem que a meta era ganhar dinheiro e que todas as demais voltavam para esta última.
Sabendo que as suas cabeças estavam em jogo, a equipe compromete-se ainda mais para tentar salvar a fábrica. Isso faz com que a equipe mude a sua ideologia para atingir a meta da qual eles descobriram.
Mas alguns problemas externos atrapalharam o processo de união da equipe, como casamento de Alex, que estava em crise e, por isso, a equipe não podia contar com a sua total dedicação, que era essencial.
Em outra conversa com Jonah, ele explica para Alex que existem três regras operacionais para gerenciamento de uma empresa: ganho, inventário e despesa operacional
Ganho,índice pela qual o sistema ganha dinheiro através das vendas.
Inventário,investimento de dinheiro na compra de coisas que pretende comprar.
Despesa Operacional,dinheiro que o sistema gasta a fim de transformar o inventário em ganho.
Alex apresenta essas três medidas para a sua equipe, que teve certa restrição à sua adoção, mas entram em consenso e passam a adotá-las na fabrica. Porém, demonstram ter bastante dúvidas em como relacioná-las.
Então sua equipe pede para ele marcar outra conversa com Jonah, desta vez em New York. Nesta conversa, Jonah fala e explica sobre flutuações estatísticas e eventos dependentes, dois conceitos que deveriam ser observados nas máquinas da fábrica. Jonah também esclarece a Alex que não existe um sistema perfeito de produção, como ele pensava: não se pode igualar a demanda com a produtividade.
Todos os conceitos que Alex aprendeu foram detectados durante uma excursão que liderou. Ele percebeu nesse passeio que existia jovens com passos diferentes, ou seja, as flutuações estatísticas; e notou que o andar de um jovem dependia do ritmo dos outros: eram eventos dependentes.
Além do mais, a inexistência do sistema perfeito e comprovado pelo jogo dos palitos.
De volta a fábrica, Alex relata seu raciocínio a equipe e adota um sistema de nomeação para as suas máquinas: os não-gargalos, que não atrasavam o processo de fabricação das peças, e os gargalos, que necessitavam de mais tempo para finalizar determinada peça, e por isso deveriam funcionar a todo o momento. Os gargalos eram a NCX-10 e o auto forno.
Para mostrar a prioridade das peças que deveriam passar pelos gargalos, a equipe colocou cor vermelha, e cor verde, nas que passavam nos não-gargalos. Com estas e outras medidas adotadas, eles conseguem reduzir o inventário e aumentar o ganho. Apesar da eficiência ter caído inicialmente, isso não afetou o desempenho da fábrica. Ao apresentar suas novas teorias e os resultados de sua fábrica eles conseguem salvá-la do fechamento.
Então, após solucionar os problemas de sua fábrica e desenvolver um método para mantê-la naquele estado atual, Alex recebe uma proposta para ser o novo diretor da divisão, à qual pertencia sua fábrica. Ele aceita e deixa sua equipe no controle da fábrica.
Este livro mostra-nos claramente duas metas: a de Alex; que era salvar a fábrica em três meses, para que não a fechassem, além de tentar evitar o fim de seu casamento. E a meta da fábrica, que era ganhar dinheiro (aumentar o ganho) nas vendas, entregar as mercadorias no tempo determinado e voltar a ser uma fábrica produtiva.
Através de sua experiência na fábrica, Alex consegue transmitir ao leitor as dificuldades de um gerente e as formas pelas quais as resolvia, através de indagações. Todo este processo foi de extrema importância para que ele pudesse alcançar seu objetivo maior, o de ocupar o cargo mais alto da corporação. Esta é a META de todos na vida.



Resumos Relacionados


- A Meta - Um Processo De Melhoria Contínua

- A Meta - Um Processo De Melhoria Contínua

- A Meta

- Http://www.fabricadosmilionarios.com.br/liriobranco/

- Http://www.fabricadosmilionarios.com.br/brunitcha



Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia