BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


São Bernardo
(Graciliano Ramos)

Publicidade
O romance São Bernardo, de Graciliano Ramos, é um dos seus livros mais famosos, destacando-se, também, Vidas Secas, Memórias do Cárcere, Infância e Angústia.
São Bernardo foi publicado em 1934. Retrata o conflito entre o capitalismo e o socialismo nas histórias de Paulo Honório e Madalena. Ele, um grande materialista.Ela, uma professora primária dedicada às causas sociais. No plano afetivo, encontramos a tragédia do ciúme. Romance do ter e do ser, representados por Paulo Honório e a sensível Madalena.
Em uma linguagem direta, sem entrar em minúcias, o narrador-protagonista revela a consciência dos personagens e mostra a vida interior deles a partir de contextos políticos, diretamente. Tudo acontece na fazenda São Bernardo, próxima ao município de Viçosa, interior das Alagoas. É nesse cenário do Nordeste brasileiro, terra vermelha, lama, pó, plantas, relevo, trabalho do homem rural, estações, que os fatos se desenrolam.
Com foco narrativo em primeira pessoa, o enredo se organiza sob o ponto de vista de Paulo Honório. Sua linguagem caminha para a evolução psicológica. É um homem a refletir. Estilo seco, sem artificialismos, sem adjetivos e advérbios. Tempo linear, organizado cronologicamente, a partir dos acontecimentos nos trinta e seis capítulos. O presente narrativo volta no último capítulo, quando Paulo Honório, às escuras e morto de cansaço, percebe o suicídio da mulher.
O romance é uma verdadeira reflexão do sentimento de propriedade. Encerra os conflitos do ser humano diante da realidade. Analisa a possibilidade de superação entre o ter e o dividir, entre o comunismo e o capitalismo, entre o amor e o egoísmo, entre a solidariedade e a solidão. Obra de mestre do autor Graciliano Ramos.




Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia