BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


José De Alencar: Vida E Obra
(José de Alencar)

Publicidade
José de Alencar nasceu no Ceará, em 1º de maio de 1829. Era filho de José Martiniano de Alencar, padre que mais tarde seria eleito senador, e que abandonaria a carreira sacerdotal para unir-se a sua prima Ana Josefina de Alencar. A família de Alencar mudou-se para o Rio de Janeiro, então capital do Império, quando o escritor era ainda criança; na década de 1840, o escritor se mudaria para São Paulo, onde seria aluno da Faculdade de Direito. Mais tarde, ele se destacaria também no cenário político.O primeiro romance de Alencar, ?Cinco minutos?, foi lançado em 1856, sob a forma de folhetim; no ano seguinte, também como folhetim, publicou ?A viuvinha?. O romance que o faria notório, todavia, seria ?O Guarani? (1857): com ele, José de Alencar criaria uma verdadeira mitologia nacionalista em moldes europeus: seu herói, o índio Peri, destaca-se por sua moralidade e suas atitudes cavalheirescas. Outros dois romances completariam a chamada ?trilogia indigenista?: ?Iracema? (1865), cuja personagem principal caracterizava-se por ser a ?virgem dos lábios de mel?, e ?Ubirajara? (1874), que narra a formação de um valoroso guerreiro indígena. A obra de Alencar, no entanto, é muito diversificada, e nela existem romances das mais diferentes tendências: há livros regionalistas, como ?O Gaúcho, (1870) e ?O Sertanejo? (1875); urbanos, como ?Lucíola? (1862), ?Senhora? (1875) e ?Encarnação?, publicado postumamente (1893); e históricos, como ?As minas de prata? (1º vol., 1865; 2º vol., 1866) e ?A Guerra dos Mascates? (1873). Também escreveu crônicas e peças de teatro.A obra de Alencar destaca-se por sua qualidade técnica, suas inovações no uso da língua portuguesa e seu nacionalismo. Ele foi um dos principais responsáveis por criar uma literatura autenticamente brasileira, repleta de símbolos e valores autenticamente nacionais, seguindo os princípios do Romantismo.José de Alencar faleceu no Rio de Janeiro, tuberculoso, em 12 de dezembro de 1877. Machado de Assis, que fôra seu amigo, escolheu-o como patrono da Cadeira 23 da Academia Brasileira de Letras.




Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia