BUSCA

Links Patrocinados



Buscar por Autor
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


O Racionalismo Aplicado
(Gaston Bachelard)

Publicidade
Este é mais um daqueles livros cujo valor não pode ser medido pela popularidade que alcançou à época em que foi publicado. Trata-se, de maneira inequívoca de uma importante obra clássica, na qual mais alguns dos preconceitos e idéias pouco questionadas, masque ainda assim se encontram presentes de forma quase unânime nas ciências (exatas e humanas) são confrontadas de maneira coerente e profunda. Este é um livro no qual Gaston Bachelard indica a maneira segundo a qual o Racionalismo em seu diálogo permanente com o Empirismo vem a constituir a estruturade apreensão e de criaçãodo conhecimento científico. O autor procura, ao longo de seu livro mostrar a interdependência destes dois modos de pensar, os quais estariam disseminados por toda a Ciência, Bachelard demonstra que o conhecimento humano possui dois pólos (O Idealismo e o Realismo), e que nenhuma atividade se fixa somente em um destes pólos. A meio caminho dos polos ligados a estes modos de pensamento (chamados por ele de vetores epistemológicos) se situa a atividade humana, a qual possui dois momentos distintos: o Materialismo Técnico (momento em que uma dada técnica é tornada concreta pelo espírito humanoe passa a ter ação sobre a realidade. Por exemplo:após pensar em uma forma de tornar visível as escalas de medida de temperatura, o espírito humano pôde planejar e construir uma técnica de medição ligada a um aparelho específico para isto, chamado termômetro) e o Racionalismo Aplicado (momento em que, a partir da experiência concreta, o espírito humano passa a elaborar uma atividade racional que lhe permite dar ensejo a novas técnicas. Por exemplo:as mudanças ocorridas na matéria a partir das relações entre um dado material e fontes de maior calor e menor calor permitiu ao espírito humano pensar em uma forma precisa de medir estas variações de calor, bem como o calor existente nos próprios corpos, e isto daria ensejo à criação de uma escala de medida de temperatura). Segundo o autor, estas etapas de Materialismo Técnico e Racionalismo Aplicado são movimentos mentais que, ao invés de seguirem uma ordem linear possuem momentos de alternância, explicando daí o porquê do estreito enlace entre Idealismo e Realismo no âmbito da atividade científica (especialmente nas Ciências Exatas). A partir desta premissa, o autor afirma ser possível então atribuir um caráter realista ao racionalismo (na medida em que as idéias, conceitos e abstrações tem a força e a aparência de entes concretos para o pensamento racionalista) e um caráter idealista ao empirismo (na medida em que, a partir das percepções e dos instrumentos, o empirista infere leis gerais e conceitos que seriam extensíveis a todo e qualquer caso pertinente ao seu objeto de estudo nas mesmas condições), devido ao modo como estes se relacionam respectivamente com a instância empírica e com o plano das idéias. Com base neste esforço conjugado de reflexão filosófica e argumentação científica, Bachelard se dedica ao estudo do Racionalismo Aplicado, instância segundo ele, vital para a consecução de qualquer plano relativo a uma inovação nos campos da Ciência e da Filosofia, procurando detalhar esta atividade do espírito humano através do estudo dos binômios sujeito-objeto, quantidade-qualidade, e, mediante o estudo dos racionalismos regionais (expressão criada para se referir à apropriação do Racionalismo feita pelos vários campos do conhecimento humano). Estas são algumas das muitas contribuições trazidas por este livro de Gaston Bachelard,o qual pode-se dizer que éde possefundamental para a biblioteca de todos aqueles que desejam adquirir um conhecimento profundo e importante sobre a Ciência, bem como para aqueles que desejam melhorar suas capacidades de apreensão da realidade, e a qualidade de seus instrumentos teórico-metodológicos.




Passei.com.br | Portal da Programação | Biografias

FACEBOOK


PUBLICIDADE




encyclopedia