"CONSULTA MARCADA", NA TV SENADO, MOSTRA OS VÁRIOS LADOS DA SÍNDROME DO PÂNICO



Segunda maior causa de procura dos consultórios psicológicos - perde apenas para a depressão -, a síndrome do pânico é o tema do programa "Consulta Marcada" desta semana, a ser exibido na sexta-feira, 2 de outubro, às 21 horas, pela TV Senado. Quem vai explicar os principais sintomas e tratamentos dessa nova doença é o psiquiatra Carlos Henrique de Souza e Silva, médico do Hospital São Vicente de Paula, que também trabalha no Senado Federal.A síndrome do pânico é descrita pelos médicos desde o Século XVII, mas sempre foi associada a angústias, neuroses, problemas cardíacos, ataques de histeria e outros. Somente nos anos 80 é que médicos americanos a descreveram como uma doença distinta. Carlos Henrique destaca as diferenças entre o diagnóstico da síndrome e de outras doenças, como a angústia, por exemplo.Seus principais sintomas são palpitações, sudorese, medo de ataques cardíacos ou de morte súbita ou ainda o temor de que algo muito grave está prestes a acontecer. Devido à ausência de causas físicas mais aparentes, muitos não levam a síndrome a sério, mas seu tratamento necessita de medicação e terapia.Carlos Henrique diz que o diagnóstico da síndrome não é difícil. De modo geral, é considerada doente a pessoa que teve mais de dois ataques de pânico em menos de um mês. O psiquiatra mostra como acontece e o que provoca um ataque de pânico.O perfil psicológico também ajuda na identificação da doença. Em geral, a Síndrome ataca pessoas estressadas, que têm um senso de dever muito forte e, em geral, estão sobrecarregadas de obrigações. O ataque de pânico, entretanto, pode ocorrer tanto quando a pessoa está ameaçada de alguma forma como quando está relaxada - em alguma viagem de férias, por exemplo. Após o começo do tratamento, o paciente aprende a controlar esses ataques.O programa traz, em seu início, uma reportagem com depoimentos do psiquiatra Jorge Risk e da psicóloga Joines Ferreira. No último bloco, Carlos Henrique responde a perguntas formuladas pelos espectadores. Ele diz como as pessoas devem reagir ao ver outra tendo um ataque de pânico. As perguntas podem ser formuladas pelo telefone 0800-612211 ou pelo correio eletrônico: [email protected] O programa tem reapresentações às segundas-feiras (às 2h30, 7h30, 11 horas, 16h30, 17h30 e 22h30) e nos finais de semana (às 2 horas, 7h30 e 15h30).

30/09/1998

Agência Senado


Artigos Relacionados


"CONSULTA MARCADA", NA TV SENADO, MOSTRA OS VÁRIOS LADOS DA SÍNDROME DO PÂNICO

"CONSULTA MARCADA", NA TV SENADO, MOSTRA OS VÁRIOS LADOS DA SÍNDROME DO PÂNICO

CONSULTA MARCADA, NA TV SENADO, MOSTRA OS PROBLEMAS DE PRESSÃO ARTERIAL

TV DEBATE SÍNDROME DO PÂNICO

MULHERES DEBATEM SÍNDROME DO PÂNICO

ACUPUNTURA É O TEMA DO PROGRAMA " CONSULTA MARCADA", DA TV SENADO